segunda-feira, 8 de junho de 2009

ÉVORA: PSD vence nacional, CDU no distrito e PS no concelho

O PSD foi o vencedor das eleições europeias. Há 20 anos que os sociais democratas não conseguiam ser o partido mais eleito na corrida ao Parlamento Europeu. Já no Alentejo as contas foram diferentes. No distrito de Évora, a CDU voltou a ser o partido mais votado, conseguindo 29,4% dos votos. No concelho de Évora o PS manteve a liderança, conquistando 24,84% dos votos.

9 comentários:

Anónimo disse...

E parece que a Dra Margarida,tambem perdeu na freguesia da Malagueira.

Anónimo disse...

Já imaginaram...

...que os resultados deste domingo podem ter indicado uma nova perspectiva eleitoral autárquica em Évora com 2+2+2+1 eleitos? Com a derrocada eleitoral sofrida pelo PS é fácil aceitar que em 4 meses vai ser dificil ao PS recuperar e que, em Évora, onde não tem tido claramente uma governação de sucesso possa eleger apenas 2 vereadores, com a agravante de que o PSD tem, de novo, um candidato que pode marcar a diferença. A CDU, que atravessa um mau momento no concelho (ao não ter conseguido concentrar em si o voto dos descontentes) e ter tido, localmente, uma votação pouco mais do que sofrível e por apresentar um candidato pouco conhecido e que não consegue romper as fronteiras do partido também poderá não passar dos 2 eleitos. O PSD está num momento de alta, a nível nacional e a mobilização para as legislativas, com a possibilidade de governo, poderá galvanizar as suas hostes dando-lhe dois vereadores em Évora, onde António Dieb é um candidato de peso, respeitado e inserido na sociedade. O BE, caso consiga encontrar candidatos certos para a Câmara e para a Assembleia Municipal que mantenham os altos níveis de votação conseguidos nestas europeias pode muito bem eleger um vereador. Para o conseguir os candidatos têm que estar inseridos na vida colectiva de Évora, de preferência sem ligações estruturais ao passado da CDU, já que isso pode afastar a ala esquerda do PS, que já há alguns anos caminhou junto a Lurdes Pintasilgo e depois a Manuel Alegre e que por falta de alternativa tem votado no PS. Uma candidatura deste tipo pode atrair também o voto de muitos jovens e de muitos cidadãos que, noutra situação, se iriam abster por falta de um espaço político próprio. Seria um caso interessante e estimulador da participação política - que tem sido sempre escassa - na cidade e no concelho de Évora. Nesta situação, e se o mesmo acontecesse na Assembleia Municipal, pouco importaria qual fosse o partido mais votado, já que as principais decisões teriam que ser negociadas entre todos. É um cenário estimulante, não é?

Anónimo disse...

Quem quer a CDU fazer de tolo?

Eleições Europeias (Junho 2009), Concelho de Évora

PS: 4 611 votos (24.84%)
PSD: 4 030 votos (21.71%)
CDU: 3 954 votos (21.30%)
BE: 2 624 votos (14.14%)
CDS-PP: 1 239 votos (6.67%)

Continuo a não perceber como é que estes resultados, apesar de serem em europeias, podem dar alguma confiança à CDU de que o seu candidato autárquico está prestes a ganhar a Câmara de Évora. Nem está prestes, nem longe. Está mais do que longe. E é um mistério as contas que alguns camaradas fazem na solidão das suas noites indormidas e a que alguns deles têm dado rosto neste blog.

Não é preciso ser muito bom em contas para chegar à conclusão que, num momento de crise generalizada em que o PS a nível nacional - e por tabela a nível local - foi fortemente penalizado e quando a CDU já tem a campanha para a Câmara na rua, com distribuição de propaganda por todo o concelho e sessões públicas organizadas, os resultados de domingo em Évora (ver quadro em cima) - com o PS à frente, logo seguido do PSD e só então com a CDU atrás, como 3ª força, são dramáticos, a nível concelhio, para a coligação liderada pelo PCP.

Todos sabemos que estes resultados não podem ser transpostos directamente para as autárquicas, mas numa altura em que a CDU ganhou em tantos concelhos alentejanos onde isso já não acontecia há muitos anos, os resultados de Évora (onde os seus militantes já andam empolgados há semanas na campanha para as autárquicas) são uma decepção e provam que a candidatura da CDU à Câmara de Évora não colhe as simpatias do eleitorado.

Os resultados de domingo provam também que a CDU está numa dinâmica perdedora, ao não conseguir - num momento como este - afirmar-se enquanto opção eleitoral ganhadora ao nível concelhio. Se a culpa é do partido ou do candidato, não sei. O que sei é que, face a estes dados, o eleitorado comunista pode ser também um terreno propício para que um eventual candidato do Bloco de Esquerda possa aí ir buscar votos. E a dinâmica de subida eleitoral está - isso é claro - no BE e no PSD, enquanto a CDU, pelos motivos atrás apresentados e por ter um eleitorado muito fiel, talvez tenha nesta eleição atingido, em termos percentuais, senão o máximo, pelo menos perto do máximo, que irá ser o seu, findo este ciclo eleitoral, ao nível do concelho de Évora.

Anónimo disse...

Borba esta de parabens, foi elevada hoje a cidade.

Anónimo disse...

Bom dia


Gostariamos também de solicitar a rectificação da acta. E gostaríamos ainda de solicitar esclarecimentos sobre a informação que foi transmitida neste mail:


FORAM ATRIBUÍDAS QUATRO TASQUINHAS A AGENTES DEPORTIVOS QUE FICARAM EXCLUÍDAS NO SORTEIO


com que critérios? quando, onde e porquê?


O desporto é a área que mais tasquinhas tem disponíveis e ainda são atribuídas mais tasquinhas, à margem do regulamento!?


Não podemos concordar de todo com esta situação.
Agradecemos esclarecimentos com a maior brevidade possível.


Com os melhores cumpriemntos

Anónimo disse...

António Dieb é um candidato de peso.....alguém pode confirmar?????

Rio de Moinhos - Borba disse...

Visitem :

http://riodemoinhos-brb.blogspot.com/

Obrigado !

Anónimo disse...

novo blog do ps em mora...
http://www.psmora.blogspot.com/

DESPORTO ALENTEJO disse...

VOTE NO VENCEDOR DO DISTRITAL DE ÉVORA EM:

http://montemor-evora-arraiolos.blogspot.com/