terça-feira, 14 de outubro de 2008

NACIONAL: Administradores públicos que contratem recibos verdes ilegais serão afastados dos cargos

Os administradores da Função Pública que autorizem a contratação de pessoal a recibos verdes, no próximo ano, para desempenhar funções subordinadas e permanentes dos serviços correm o risco de serem afastados do cargo.Diário Económico OnlineConforme apurou o Diário Económico, para além desta penalização, a proposta de Orçamento do Estado para 2009 prevê que sempre que a Inspecção-Geral de Finanças descubra casos de recibos verdes ilegais, as direcções das empresas públicas são obrigadas a alterar os mapas de pessoal dos serviços e a abrir um concurso para preencher esse cargo. Esta medida já constava do acordo assinado em Maio entre os sindicatos da UGT e o ministro das Finanças e que visava combater a precariedade no Estado. Contudo, e ao contrário do que acontece no sector privado, os trabalhadores não são integrados de imediato nos serviços e apenas podem concorrer no caso.

3 comentários:

Anónimo disse...

E essa regra, tambem se aplica ,as Camaras, dirigidas pelo PC?

Anónimo disse...

Cá estaremos para ver se é assim mesmo como acabei de ler no texto.
Sinceramente tenho muitas duvidas que os administradores Da FP corram risco de serem afastados dos cargos.
Mas se assim for fica o registo.
Que a lei se aplique a grandes e pequenos.

O Guardião disse...

Podiam começar pela Cultura onde ano após ano se contratam guardas de museu com estes artifícios, o que é público, sem qualquer sanção.
Cump