segunda-feira, 26 de maio de 2008

COMBUSTIVEIS: Movimentos apelam ao boicote

Um dos apelos ao boicote, que há semanas circula na Internet, pede aos automobilistas para não comprarem gasolina nos postos de combustível da Galp, BP e Repsol nos dias 1, 2 e 3 do próximo mês. «Vamos fazer a diferença!», «Juntos teremos força para baixar os lucros destes gigantes», diz o texto do pedido de boicote referindo-se às três empresas.
Os autores deste apelo sugerem a utilização de outras marcas, em alternativa àquelas três.
A ex-candidata presidencial Manuela Magno é autora de um outro boicote, mas total, apelando que nos três primeiros dias de Junho não seja feito qualquer abastecimento de combustível, seja qual for o posto. Este pedido circula na Internet, mas também através de mensagens de telemóvel, disse Manuela Magno, envolvida no processo de criação do Partido Respublica e Cidadania. Manuela Magno explicou que o boicote se deverá estender a todos os postos, dado que a quase totalidade é abastecida pela refinaria da Galp. Na opinião desta activista «seria já muito importante e muito significativo» se as quebras nas vendas de combustíveis rondassem em média os 50 por cento por dia. «Há razões para [as pessoas] aderirem massivamente ao protesto. É inaceitável que não haja uma explicação cabal que justifique o elevado preço dos combustíveis nem uma explicação de como se constrói o preço», disse. A ex-candidata presidencial lamentou que esteja a ser difícil a mobilização de pessoas para a constituição de piquetes informativos junto dos postos de combustível.

19 comentários:

São disse...

Bom regresso e bom futuro!
Feliz semana.

turbolenta disse...

O Português é pacífico
Para o Português tudo está bem
O POrtuguês quer é sopas e descanso.
É o deixa andar!
O Zé não te rales.
Como há aumentos de combustível de 3 em 3 dias ele até já escolhe o dia antes do aumento para novo abastecimento.

Agora a sério:
Este fim de semana notei que o movimento nas estradas era muito menor. No sítio para onde fui, costumava haver dificuldades em arranjar estacionamento. Desta vez era o que mais havia. Até se podia escolher: sol ou sombra!
Isto está mau
Vai muito mal e a continuar assim muitos carros vão ficar estacionados e muitos donos vão tentar vendê-los.
Mas com tanto aumento em tão pouco tempo há muito menos poluição e emissão de gases.
Só que os que ainda vão andando sempre de carro têm de se pôr a pau com a Polícia ou Gnr, porque:Menos carros,maior o perigo de multa para os que rolam nas estradas deste pequenino país.
Para já, no próximo fim de semana tenho de ter cuidado quando for visitar "o Templo de Diana"...
O acelerador tem de trabalhar mais em cima!
lol lol
boa semana

Susete Evaristo disse...

Obrigada pela visita lá no meu espaço também eu vou querer visitar-te com mais vagar se calhar ainda hoje.
Espero que a queima das fitas tenha corrido bem é um momento único na vida dos estudantes.
E vamos a isso.
Estes especuladores estes senhores estão a encher-se à grande.
Também os senhores que nos governam tem de perceber de uma vez por todas que tem de ter uma atitude de acordo com as promessas que fizeram, olha se todos nós podessemos auto-promover os nossos salários.

O Guardião disse...

O preço começa a dissuadir, mesmo com pouca adesão aos movimentos em prol do boicote. O descontentamento já entrou em roda livre, como o aumento dos preços, por isso é tudo uma questão de tempo até se tornar numa contestação imparável, onde nem PS nem PSD ficam bem na fotografia, de tão iguais que são.
Cumps

carpe vitam! disse...

Bora aí! Como aqui perto não há nada sem ser BP e Repsol e Galp, vou ter de atestar o depósito no dia anterior, mas estou a espalhar a notícia!

caditonuno disse...

eu nao meto nesses postos. pra mim é nos hipers há mais de uma dezena de anos e só muuuuuito raramente meto noutro sítio.

agora até tenho evitado ir às bombas o mais que posso, desde que a escalada dos preços começou há uns meses atrás.

andar devagar ajuda imenso a conseguir fazer muitos quilómetros.

José António disse...

Há dias, a minha filha falou-me no boicote. Por curiosidade fui espreitar um posto da Galp habitualmente muito frequentado. Estava às moscas. Toma e embrulha!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo, já não é sem tempo, que o Povo se mostre descontente... beijinhos de carinho,
Fernandinha

Anónimo disse...

Temos que ressuscitar as BICLAS!!

Vieira Calado disse...

Quero ver se isso resulta.
Já vi uma bomba a anunciar que ofereciam a um cliente, 40 litros de gasolina, em cada hora!
Quero ver quem resiste ao engodo...
Um abraço

Papoila disse...

Obtigada pela passagem lá pelo campo.
Vou levar este apelo para os meus contactos!
Se quisermos podemos.
Beijo

Anónimo disse...

http://www.boicote.pt.vu/

BOICOTE ÀS GASOLINEIRAS

Tozé Franco disse...

Então bom regresso.
Quanto ao boicote, há muito tempo que meto gsóleo nas bombas do hiper.
Mas mesmo nestes, os descontos são inferiores aos de Espanha.
Pena não viver junto à fronteira.
Um abraço.

Gata Verde disse...

Vamos lá boicotar...boicotar!!

Beijinhos. Ainda bem que voltaste!

Belisa disse...

Olá
Gostei da visita no meu "cantinho" e aqui estou para dizer que estou com certas dúvidas sobre o boicote total, pois acho que está tudo muito calmo.
fala-se que está mal mas nada se faz.parece-me que se está a tornar numa "novela"e qual será o fim?...

F. Penim Redondo disse...

Hoje já quase toda a gente percebeu que acabou a comida barata, a energia barata, os combustíveis baratos ou a água barata. Estão a tornar-se bens de luxo ou quase, a que cada vez terão mais dificuldade de acesso as classes médias e de menores rendimentos.
Como é possível que o governo português ainda recentemente tratasse a questão dos combustíveis como uma birra dos condutores mal habituados, subordinada em termos de importância ao equilíbrio orçamental ? Onde estão as previsões e as medidas preventivas que seriam de esperar de um governo responsável ?
Como se explica a resignação e passividade da Europa perante o encarecimento acelerado de produtos de que dependem os seus mais básicos padrões de vida, ao ponto de ter que ser acordada por um Manuel Pinho ansioso por encontrar bodes expiatórios ?
São todos incompetentes e irresponsáveis ou há outras explicações para este fenómeno ?
Convém talvez compreender que, mesmo dentro de um país como o nosso, nem todos são afectados da mesma forma e alguns até podem sair beneficiados destas crises. Quem exporta para Angola e é pago pelos rendimentos do petróleo talvez não tenha razões de queixa, ou quem é accionista da Galp, ou quem vende para a Venezuela às cavalitas do governo de Sócrates, ou quem tem sempre os combustíveis, e não só, pagos pelas empresas ou pelo Estado.
Esta questão dos preços do petróleo, do acesso ao crédito e aos produtos alimentares pode afinal ser, no essencial, mais uma forma de certas classes expoliarem outras.
Também ao nível internacional, nomeadamente na Europa e EUA, conviria perceber quem ganha e quem perde com este terramoto. Para sabermos se estamos perante aprendizes de feiticeiro que jogam um perigoso xadrez contra as potências emergentes, em que as peças são poços de petróleo e mísseis nucleares.

Anónimo disse...

Aqui em Évora, vamos solicitar que as biclas ,do tempo do Presidente Abilio Fernandes ,sejam postas ao serviço da população.
Assim poupamos combustivel!!

Marreta disse...

Nacionalize-se e tabele-se os combustíveis e acaba-se a mama toda num instante!
Saudações do Marreta.

xistosa disse...

É, dia 1, 2 e 3, são uns milhões que deixam de entrar e que eram só lucro, pois não pagam impostos.