segunda-feira, 19 de maio de 2008

ALENTEJO: Turismo vive os melhores dias de sempre

A tendência de crescimento das receitas de turismo no Alentejo verificada em 2007, continua este ano, mas a um ritmo mais lento. No primeiro trimestre deste ano, o total de receita aumentou 7,7%, o número de dormidas subiu 3% e o crescimento do número de hospedes foi de 0,8%. Os dados de António Lacerda, director-executivo da Turismo do Alentejo indicam que "há mais turistas, a dormirem mais noites e a gastarem mais dinheiro”. “2007 foi o melhor ano dos últimos anos” afirmou o responsável, revelando “crescimentos ao nível do aumento dos turistas na casa dos 10%, o aumento das dormidas na casa dos 12% e, sobretudo, na receita gerada, aumentos superiores a 22%”. Lacerda aponta como causas dos bons resultados, o tipo de oferta e a coordenação da promoção. “Nós temos no Alentejo aquilo que o turista quer e depois a intencionalidade do trabalho de promoção, a coordenação das acções e o falarmos para o exterior a partir de uma marca única, a marca Alentejo”, disse. António Lacerda prevê que o aeroporto de Beja traga mais turistas para a região, desafiando os empresários a prepararem-se para a nova realidade. “O novo aeroporto pode trazer largos milhares turistas para o Alentejo” considera o mesmo responsável, mas alerta que “os turistas ao chegarem aqui e não tiverem a oferta estruturada poderão escoar-se para outros destinos”. A edição de uma brochura, um novo filme promocional e a reformulação do seu site, são algumas das acções previstas para este ano. Espanha, França, Inglaterra, Alemanha, Holanda e Bélgica são as grandes apostas da Turismo do Alentejo.

4 comentários:

xistosa disse...

A publicidade é tudo...
Só espero que o aumento do turismo não inflacione os preços, como é apanágio em tudo, na nossa mesquinha sociedade.

O que é bom, basta lembrá-lo e mostrá-lo, porque ninguém o descobre sózinho ...

É que os preços subiram muito do ano passado para este ...

SILÊNCIO CULPADO disse...

Sou algarvia e espero que estas boas noticias não tenham como consequências outras muito más: venda de parte do Alentejo ao estrangeiro, subida dos preços dos géneros para a população local, agressões ambientais, etc, etc.

Abraço

O Guardião disse...

O turismo começa a dar sinais de queda, não apenas nestas paragens (Portugal), mas no mundo inteiro. Se as crises, do petróleo e alimentar, continuarem, então a queda será inevitável.
Cumps

São disse...

Que bom o turismo alentejano estar bem.
Espero que também a sua saúde esteja já bem, em definitivo.
Feliz feriado.