sábado, 8 de março de 2008

SOCIEDADE: Ministro admite baixar impostos

O Governo está a fazer contas para apurar quando poderá avançar com uma redução da carga fiscal.
O Ministro das Finanças admitiu ontem que o Governo está a ponderar uma redução dos impostos, com vista a incentivar as despesas dos consumidores e, por esta via, fomentar o crescimento da economia portuguesa. Como o Executivo antecipou num ano a redução do défice orçamental abaixo de três por cento, Teixeira dos Santos afirmou que “estamos a avaliar a situação para determinar quando poderemos baixar impostos”. O PSD já disse que vai pedir um debate em plenário de urgência para aquele governante explicar “a fiabilidade das contas públicas e os critérios para a redução dos impostos”, nas palavras de Patinha Antão, vice-presidente do PSD. Cá estaremos para ver se de facto isto vai mesmo acontecer, ou será mais uma das muitas mentiras do governo de Sócrates.

6 comentários:

Zé do Cão disse...

Já nos enrrabaram tanto, tanto e como as eleições aproximam-se vertiginosamente, dizem que baixam os impostos.
Vou dar aqui alguns exemplos de como se estão a baixar os impostos.
Usar os transportes publicos em Lisboa.
Havia as maquinas, pagava-se e saía o bilhete. Todo bem. "Nasceu a seguir "LISBOA VIVA", digo amigos que agora é uma maravilha viajar em Lisboa. Garanto-vos que a maravilha é a mesma, tudo igual, excepto.
O Bilhete para utilização dos transportes custa-te 100$00 cada um. E desde que não o deites fóra, porque sempre que tires um bilhete o papelinho 100 marrecos. Entendes?
Baixaram os impostos como vês.
A seguir, por decreto governamental as empresas não podem cobrar alugueres de contadores. Porreiro, pá Porreio. Espera pela pancada e vais ver como vais pagar ainda mais aí uma 3 ou 4 vezes.
A Camara de Braga já cobra...
Baixaram os impostos. Vendes-te um carro e o filho da mãe não mudou a morada, era ele que tinha por lei obrigação de o fazer e sujeito a multa. Agora és tu que pagas toda a vida.
Uma certidão do livrete custa-te 17
Euros, na conservatoria.
Como vês baixaram os impostos.
Carro que tinhas por estimação e não vendias, agora nem dado to querem. Pagas o imposto circulação.
Como vês baixam os impostos.
E ainda os gajos não de lembraram que nós respiramos umas largas centenas de vezes em cada 15 minutos. Então é o fim.

Zé do Cão disse...

Para que não haja duvidas. Os 100$00, igual a 0,50 € é o custo do papel porque a viagem é outra coisa.

Zé do Cão disse...

Meu caro Templo.
O que eu quis dizer, foi que me ofederem no meu blog, com atitude do mais grosseiro possivel, que não tolero, não admito e julgo merecer respeito. Alguém pode não estar de acordo comigo, que admito. Só gente reles e de estofo mediocre o faz.
Esse alguem escondeu-se em anonimato, e por tanto como não sou benvindo desejo muitas felicidades ao blog, aos seus visitantes honrados e de ideias esclarecidas.
Um abraço e até sempre.....
Esclareço que tudo que aparecer no meu blog e seja do meu desagrado será apagado.

Mocho-Real disse...

Baixar impostos e subir a farinha com que se faz o pão não vejo em que medida irá reduzir o custo de vida.
Os industriais portugueses da panificação já compram a farinha em Espanha, onde o preço por tonelada é inferior em mais de 200 euros!!
Refiro que os espanhóis nunca tinham conseguido exportar farinha para Portugal.
Mais uma façanha do actual governo.
Assim se ajuda Espanha a ter uma economia em crescimento!

Um abraço do Sino da aldeia.

Mocho-Real disse...

AH!

E vamos ver QUE impostos irão baixar!!!

Kruzes Kanhoto disse...

O único imposto que deve baixar é o irs. A não ser assim são os oportunistas que metem o dinheiro ao bolso.