quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

VENDAS NOVAS : Autarquia espera que nova ministra não encerre urgências

O Presidente do município de Vendas Novas, José Figueira, manifestou a esperança de que se mantenha o serviço de urgências na cidade, com a nova ministra da Saúde. Ana Jorge vai substituir Correia de Campos à frente do Ministério da Saúde, cuja exoneração foi solicitada pelo primeiro-ministro, José Sócrates, ao Presidente da República, Cavaco Silva. José Figueira manifestou-se esperançado que se mantenha e seja requalificado o actual SAP do centro de saúde local ou que seja criado um Serviço de Urgência Básico no concelho. No âmbito da requalificação e redistribuição geográfica dos serviços de urgência, o Ministério da Saúde decidiu, no ano passado, encerrar o SAP do centro de saúde de Vendas Novas, responsável pelas urgências, o que suscitou a contestação do município e dos habitantes.

6 comentários:

Anónimo disse...

Tambem eu subescrevo a posição a autarquia de Vendas Novas.
Vendas Novas merece urgências 24 horas por dia.

Anónimo disse...

Ai o senhor Figueira está com a esperança que o serviço se mantenha aberto? lamento desiludi-lo mas a ministra veio dizer que as politicas é para se manterem. É pena mas estou a ver que a cidade de vendas novas vai mesmo ficar sem o tão desejado serviços de urgências. Lá terão de vir a caminho de évora ou de setubal. É esta cada vez mais a realidade. bem pode haver tgv e aeroportos.... ou não..

Anónimo disse...

Eu ainda não percebi, foi o ministro que pediu a exoneração, ou foi o sócrates que o pôs na alheta... É verdade que a srº ministra disse que tinha de ser revisto o plano das urgências, mas ao que tudo indica, não irá sofrer grandes alterações.

Bombeiro de V. Novas disse...

O senhor Figueira já tem novidades?
Ou esta tudo na mesma?
As ambulancias estão a ficar velhotas e parece que o dinheiro tambem não abunda.

LV disse...

http://laranjavicosa.blogspot.com/2008/01/vila-viosa-aplaude-sada-da-ministra-da.html

lagartadacouve disse...

estou de acordo sr: presidente,claro que a cidade de vendas Novas precisa de ter urgencias ,entao enquanto vila tinhamos hospital , e agora tiramm-nos tudo ,qualquer diacom a pacividade deste povo ainda nos arrancam a pele, árre que é demais.um abraço ao povo de Vendas Novas.e tambem ao Templo do Geraldo ,,porque nao ?