sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

ÉVORA: Tyco reduz salários

A fábrica em Évora da multinacional Tyco Electronics pretende reduzir o salário até 25 por cento aos cerca de 1200 trabalhadores. Segundo o CM apurou, esta medida, a ser aplicada durante quatro meses e que prevê ainda a redução da carga laboral em um dia, é justificada pela empresa devido à quebra de produção na ordem dos 42 por cento.
Contactado, Rogério Silva, dirigente do Sindicato das Indústrias Eléctricas do Sul e Ilhas, confirmou que a medida foi anunciada na quarta-feira, mas desconhece todo o seu conteúdo. "Dentro de cinco dias irão decorrer as reuniões de negociação. Esta medida penaliza mais estes trabalhadores do que aqueles que estão com contrato suspenso", referiu. O sindicalista frisou que a Tyco quer "recuperar prejuízos à custa da mão-de-obra".
346 é o número de trabalhadores da Tyco que viram, em Janeiro, os seus contratos suspensos por um período de seis meses.

7 comentários:

ANTIGAS GLÓRIAS ALGARVIAS E ALENTEJANAS disse...

Velhas glórias Alentejanas aqui:
"Antigas Glórias do futebola Algarvio e Alentejano"

Anónimo disse...

Mais de 60 pessoas a caminho do desemprego, a tycus está a beira da banca rota. E umas quantas familias a ficarem sem meios para a sobrevivência. Redução do ordenado em 20%, é muita fruta. Chega de injustiças, esta na hora de lutar pelos direitos dos trabalhadores

Anónimo disse...

É a maior das verdades: apenas 1 dos sindicatos é que representa realmente os trabalhadores, porque o seu delegado trabalha na fábrica (ou pelo menos trabalhava, porque já não o tenho visto por lá!)!

Os outros realmente não sei o que lá andam a fazer nas reuniões!

Anónimo disse...

Esperem para ver....
O que se está a perspectivar é o seguinte:
Esta solução será apenas temporária.
Provavelmente só por poucos meses... Curiosamente em Junho, acaba o período de 6 meses de lay off..
ora, se, por ventura (...), ambos coinciderem na mesma altura o que irá acontecer?!
Que de repente os custos operacionais da tyco vão aumentar e esta vai ficar com mão de obra a mais..
Isto vai levar inevitavelmente ao despedimento de muitos trabalhadores!

Uma nota:
Os sindicatos não representam em nada os trabalhadores da tyco. Estão completamente desfasados do que os trabalhadores querem/precisam!

Anónimo disse...

Pois nao os Sindicatos estão ao serviço dos Partidos Politicos.
Os da inter ao serviço do PC e os da UGT ao serviço do PS e PSD.
É uma vergonha.Pobres trabalhadores.

Zé Povinho disse...

Cores à parte, o que é certo é que as coisas estão cada vez piores, e mesmo quando não há necessidade de paragens e de cortes de salários e/ou de pessoal, várias empresas e empresários aproveitam a maré para diminuir os custos de produção sem qualquer consciência e sentido cívico.
Abraço do Zé

Anónimo disse...

Neste quintal não se passa aqui nada!!