segunda-feira, 8 de setembro de 2008

ÉVORA: José Ernesto Oliveira lamenta a perda do projecto Skylander

O presidente da Câmara de Évora, José Ernesto Oliveira, lamentou hoje que os promotores do projecto de construção do avião Skylander optassem por França, garantindo que se mantém a intenção de criar um “cluster aeronáutico” na cidade. Manifestando-se surpreendido por o grupo francês GECI International, promotor do projecto para a construção do avião Skylander, ter optado por construir a fábrica em França, em vez de Évora, José Ernesto Oliveira considerou que “nada fazia prever” este desenlace. O autarca garantiu ainda que o projecto “nunca esteve tão bem encaminhado como agora”, envolvendo um financiamento público “muito grande”. O projecto do Skylander, da responsabilidade da Sky Aircraft Industries, criada pela GECI em parceria com investidores portugueses, envolvia um investimento de mais de 100 milhões de euros, incluindo a construção de uma fábrica na zona do aeródromo municipal de Évora. A Sky Aircraft Industries previa produzir 1.100 aviões entre 2011 e 2027, estando o voo do primeiro protótipo previsto para finais de 2009. O projecto apontava para a criação de 3.000 postos de trabalho, 900 directos e os restantes indirectos.

4 comentários:

Anónimo disse...

Pois, para Évora, so se forem aviões das feiras!!!

O Guardião disse...

Não sei porquê, eu que até nem estou por dentro dessa indústria, sempre achei que era fruta a mais, mas afinal não estava enganado.
Cumps

Delfim peixoto disse...

Pois... o que é bom, não é nacional, afinal, para nosso desgosto

Anónimo disse...

Parece que já há mais dissidentes comunistas na Concelhia de Évora do pêcê. É um rumor que se ouve por aí. Fica claro que o PSD é a única aposta credível em Évora.