quarta-feira, 27 de agosto de 2008

SOCIEDADE: Notícias fazem aumentar assaltos

O responsável pelo Gabinete Coordenador de Segurança e Criminalidade defendeu esta terça-feira a divulgação de notícias sobre os assaltos pode levar ao aumento deste tipo de crime.
Em declarações, Leonel Carvalho sustentou que a cobertura destes acontecimentos “fomentam o sentimento de insegurança das pessoas”. Para o responsável, o aumento do mediatismo na cobertura de assaltos dá a entender que há uma subida do número destes crimes, o que contrasta com os dados que o Gabinete Coordenador de Segurança e Criminalidade recebe das autoridades. “Não me parece que haja uma grande alteração relativamente àquilo que tem sido habitual. Em termos matemáticos, não posso dizer se há mais ou menos. Há com certeza um aumento do relevo mediático”, sustentou o responsável, acrescentando que este tipo de cobertura pode gerar fenómenos de repetição. As declarações de Leonel Carvalho surgiram no dia em que foram registados em Portugal seis assaltos: um à estação dos CTT em Setúbal, dois aos postos de abastecimento de combustíveis na via rápida da Costa da Caparica e Fogueteiro, e três a dependências bancárias do Millenium BCP, na Tapada das Mercês, do Santader Totta, em São João das Lampas, ambos em Sintra, e um ao Banif da Alta de Lisboa.

5 comentários:

Tony Madureira disse...

Olá,

Se calhar...


Abraço

Zé do Cão disse...

A imprensa, são uns alarmistas.
Nós também somos alarmistas e temos medo dos alarmes.
Diz o Senhor, que não sabe se o crime cresceu ou não. Deve ter falta de papel e lápis.
E também não saberá se as multas de maus estacionamentos cresceram ou não?
Na semana passado fui ao futebol, estavam lá a guardar o não sei quê, aí uns 200 policias.
Mas lá não houve assaltos nem crimes.
Prova-se que onde há policia à sossego.
População estejam tranquilos, não passa nada é tudo uma questão alarmista.

Primo de Amarante disse...

Penso, como referi no meu blog "margemesquerdatribunalivre......" que este problema não pode ser resolvido apenas por medidas policiais.Tem a ver com a situação do desemprego, a função social da escola, os guetos urbanisticos, o descrédito dos políticos, a falta de esperança no Futuro, o modelo cultural de sucesso feito pelo consumismo e o aumento dos desesperados e deserdados da vida.

xistosa - (josé torres) disse...

Crime gera crime e quanto mais alto se falar, mais soa e mais alarme cria, relembrando pecados velhos.

Nos acidentes, costuma-se chamar a "lei das séries", um fenómeno psicológico ... quando se dá um acidente ... repercute-se e outros sucedem-se.

Mas neste caso, com tanto desempregado e tanto para fazer neste país, a polícia apanha os criminosos e os juízes, libertam-nos ... é tudo um modo de vida e de a ver por um prisma diferente.
Gostava que um desses que são soltos, assaltassem logo de seguida a casa do juiz ... talvez até tivéssemos que fazer uma revisão da Constituição que o Código Penal já não chegaria ...

Bom fim de semana.

lua prateada disse...

Passei deixando cair um beijinho prateado lá da minha lua que agradece a tua visita...
Feliz domingo e que teu dia passe ligeiro e doce...

SOL