terça-feira, 1 de abril de 2008

ÉVORA: Empresa Municipal vai gerir espaço Culturais e Desportivos

O presidente da Câmara de Évora esclareceu ontem que a criação de uma empresa municipal para a cultura destina-se à promoção e gestão de espaços culturais, desportivos e de lazer da cidade. José Ernesto Oliveira acusou a oposição de lançar a confusão sobre esta matéria. “Esta empresa não visa o apoio aos agentes, não é isso que está em causa”, disse o autarca, considerando que “confundiram propositadamente, porque lhes interessa arregimentar algumas opiniões para colher apoios”. Sobre a eventual saída do Cendrev do Teatro Garcia de Resende, o autarca diz que “não é o momento para demonstrar essa preocupação”. “A criação desta empresa tem a ver apenas com a promoção e gestão de espaços culturais, desportivos e de lazer”, afirmou José Ernesto Oliveira. A avaliação de rentabilidade e a saída do Cendrev do Teatro Garcia de Resende, são os pontos mais contestados pelo vereador comunista. “Não estamos de acordo num certo tipo de avaliações que são feitas sobre a capacidade da cidade de produzir e consumir um certo número de espectáculos”, disse João Andrade Santos, repudiando a forma como o estudo se refere ao Cendrev, “parece-nos indecorosa”. “Se o objectivo da empresa é esse, então que se seja claro à partida”, disse. Por outro lado, o vereador do PSD pede consenso entre as entidades envolvidas e só apoia a criação da nova empresa municipal com duas condições. “Não posso entender esta empresa municipal como mais uma fonte de despesismo”, disse António Dieb, adiantando que “só a poderei aprovar se o Conselho de Administração, integralmente, não remunerado e que todos os funcionários a integrar na empresa municipal sejam, exclusivamente, recrutados de entre funcionários com vínculo ao quadro de pessoal da Câmara Municipal de Évora”. A proposta de criação da empresa municipal não chegou a ser discutida na reunião de Câmara de ontem, por decisão da CDU, voltando à ordem de trabalhos na próxima reunião, a 9 de Abril.

10 comentários:

Zé do Cão disse...

Arrefimfa-lhe? Nem que seja com os Adiafas e verás o blogue mexidinho

Um abraço

Kok disse...

Eu (sem conhecimento de causa, pelo que peço desde já desculpa no caso de estar errada a minha opinião), entendo que quem não deixa de fora a própria ambição (seja de ser Conhecido, seja de querer ficar na História da Cidade, ou seja lá do que fôr) pouco faz desinteressadamente em prol do colectivo!
É cá uma ideia minha...!
Akele abraço, compadres!

Elvascidade disse...

Uma boa ideia! Penso que as coisas devem ser tradadas por quem percebe do assunto.

www.cidadelvas.blogspot.com

SILÊNCIO CULPADO disse...

Essas empresas municipais para gerir espaços culturais são, no mínimo, perigosas.
Não é desejável aí em Évora um Monte da Lua como temos em Sintra.

Abraço

Anónimo disse...

Uma coisa é certa: como está não pode ser!

Há muito calão ligado ao partido comunista que passa a vida a coçar a micose á conta da cultura!

No outro tempo, faziam viagens mensais de "amizade" para com os países de leste! Conheço muito boa gente do partido, militantes colocados lá dentro e que ainda lá estão, que tem o passaporte todo carimbado á conta!
Pior...vê-los trabalhar agora é um frete...

Transtagano disse...

Esta em marcha um Encontro intitulado"Defender Évora como Cidade de Cultura". Outras empresas Municipais, Intermunicipais e Multimunicipais avançaram e nunca descortinei qualquer movimentação.
Porque não se fizeram encontros quando foi da constituição do SITEE ou da Gesamb?
Não interessava?
Ou era porque as forças politicas em presença eram outras?

também kero!!! disse...

Mais uma remeça de malta a entrar sob a égide da CUNHA!!! Venha de lá a empresa municipal!!!1

Anónimo disse...

tal e qual, não basta já a barraca que deram nos concursos do extra curricular este e o ano passado!!! Poderiam entrar para o Guiness tal não foram as carradas de cunhas!!!
Se já se entrava para a frente dos que lá estavam, então com a criação dessa bem dita empresa então não chegarão gabinetes no PÁTEO DO SALEMA!!!!!!!

xistosa disse...

SE não forem os amigos, onde é que se arranja um emprego ???
É fartar vilanagem ...
Digam que são os do PS, do PC, do PSD, do CDS, do BE ou MRPP ...
Tudo quer é mama ...
Sou amicíssimo do Garcia Pereira, aquele impoluto advogado, bem sucedido, em Lisboa ... que trabalha em assessoria com o "dissidente" e "malcriado" Alberto das Berlengas, desculpem ... da Madeira.

Parece mentira que um MRPP, colabore com um corrupto, que nem falar sabe ...
Só sabe pedir dinheiro ao governo do "contenente".

Quando aparece dinheiro ou pelo menos o cheiro, é "ao ataque, que se faz tarde".
Não é mal de Évora ou Alentejo, é mal de todo o político que não tem princípios e não é só em Portugal.

Tambem a cultura não serve para nada ... só dá prejuízo.
Para que serve saber ler e escrever ... ler algum livreco mais erudito ou ir a um espectáculo ???
pura perda de tempo ...

Abençoado país que assim vai longe ...

Observador do Templo disse...

Então Master não atualizas o Quintal?Nada de novo aí por Évora?
Um abraço