sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

AEOROPORTO: Mário Lino mandatou LNEC para clarificar terceira travessia do Tejo

O ministro das Obras Públicas afirmou hoje que decidiu mandatar o Laboratório Nacional de Engenharia Civil para estudar as opções para a terceira travessia do Tejo porque "quer que as decisões fiquem bem clarificadas". Mário Lino, falava aos jornalistas à margem do balanço final do Programa Simplex 2007, que decorre no em Lisboa. Actualmente estão em cima da mesa duas opções para a terceira travessia sobre o rio Tejo: a construção da nova ponte no eixo Chelas-Barreiro, confirmada pelo Governo, e construção no eixo Beato-Montijo, defendida por José Manuel Viegas no estudo da Confederação da Indústria Portuguesa.

8 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

Gostei do espaço. Vou linkar no Silêncio Culpado.

Al Kantara disse...

Eu pensava que o 1º ministro tinha anunciado categoricamente a construção da ponte rodo-ferroviária Chelas-Barreiro. Mas devo ter ouvido mal. Vou passar a ter mais atenção aos anúncios do engenheiro...

Templo do Giraldo disse...

Eles é que metem os "pés pelas maõs" cada vez que se lembram de abrir a boca. Acho que este governo tem os dias contados com este tipo de politicas.

PsYcHo_MiNd disse...

Mais uma das muitas tretas do governo. Fazer uma nova ponte onde quase não há população, quando mais ao 'lado' existe bem mais essa necessidade de haver uma travessia ou não fosse uma zona populacional elevada.

Zé Povinho disse...

O ministro e o Sócrates já tinham decidido, mas depois da proposta da CIP, nada avança sem o seu aval, como já se percebeu.
Abraço do Zé

Å®t Øf £övë disse...

O Mário Lino está é a precisar de um valente chuto no trasseiro para ir borda fora.
Bom fds.
Abraço.

C Valente disse...

É para a frente é para trás, já ninguem se entende, é uma falta de confiança que deixa na população
Bom fim de semana
Saudações amigasi

Anónimo disse...

Façam la a ponte metam la o comboio e os aviões e deixem~se de tretas.